banzo?

a quinta que passou (6/10) foi o dia que marcou o início do fim de um ciclo que durou quase 12 anos. por diversas vezes eu me vi maravilhado, impressionado, ou ainda incrédulo, quando me punha a pensar nas voltas que o mundo dá e onde nós acabamos parando. as circunstâncias em que isso acontecia quase sempre eram as ocasiões em que eu saía de uma janela de manutenção e me via oitavado no balcão da birosca da esquina da visconde de pirajá com a teixeira de melo, comendo um joelho (terminologia da região) ou pão de queijo e bebendo um mate, sempre com aquela nota mental: who would wonder, huh?

e nessa quinta o cenário era o de caixas e mais caixas, papelão, plástico-bolha, pó, tufos de pelos pra tudo que é lado – e os gatos naturalmente alvoroçados pelo rebuliço causado pelo povo da transportadora: “pessoas! caixas! bagunça! yay! =(^.^)=” -, e aos poucos o ambiente foi ficando vazio. vazio… vazio… vaziiiiio… (eu falando alto e minha voz reverberando pelos cômodos da casa.) e me bateu um sentimento pra lá de esquisito, para o qual eu não tenho nome. banzo? por que seria, se ali, a despeito de ser minha casa, não era minha terra natal? saudade? vai saber. mas foi curioso: era como se um pedaço de mim tivesse ficado ali naqueles poucos metros quadrados, afinal, dos quase 12 anos nessa cidade, 6 anos foram passados ali. e de agora em diante, aquele lugar será mais um ponto no mapa da minha geografia afetiva (see how i steal like an artist? :D).

fica a trilha sonora para essa postagem.

About rennrad

It's all about two wheels, being them bicycles or motorcycles.
This entry was posted in journal, remarks and tagged , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to banzo?

  1. Érika S. says:

    De fato, você aprendeu direitinho com o livro e está roubando como o artista que você é! Geografia afetiva? Espero que você construa muitas outras nessa Pauliceia desvairada, birutinha de pedra que será o teu lar de hoje em diante. Seja bem-vindo e conte comigo! ;***

    • rennrad says:

      já cantava o ilustre (e infelizmente falecido) chico science: 🎶computadores fazem arte / artistas fazem dinheiro… 🎶

      só falta a 2a. metade dos versos para o dizer se tornar uma realidade. o_O

      e sobre a geografia afetiva, alguns lugares (uns batidos, outros sequer figurando em guias de turismo) já estão a marcar meu mapa. mucho fanx, serzinho! ;)) ;**

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s